Este blog chegou ao fim da sua vida !!!


Mas vai renascer com todos estes e muito mais posts em http://www.gemeo-singular.blogspot.com/, com nova imagem e novo nome.


Esperamos-vos lá!



LUTO INSONDÁVEL PRESO NUMA ESPIRAL DE AMOR SEM FIM

Veja no fundo desta página uma apresentação em 23 slides: a origem dos sentimentos que gémeos singulares relatam com mais frequência e uma descrição dessas sensações e emoções.



29 de maio de 2008

26 de maio de 2008

1ª Conferência Wombtwin.com

Vai ter lugar em Londres no dia 21 de Junho deste ano a 1ª Conferência da Wombtwin.com, com o título Da teoria à terapia. Esta vai ser uma oportunidade única de reunir vários especialistas nesta área que eu não vou perder, e de que darei depois o meu testemunho. Pode aceder a mais informações acerca deste evento aqui.

Oradores:
Althea Hayton: Directora do Projecto Wombtwin.com Ltd.
Os efeitos físicos e psicológicos de ser gémeo sobrevivente de uma gravidez múltipla.

John Rowan: Psicoterapeuta pré- e perinatal
O papel do gémeo desaparecido na psicoterapia pré- e perinatal

Nick Owen, Psicoterapeuta, Director Wombtwin.com Ltd.
Em direcção a uma terapeutica para gémeos sobreviventes

Workshops de pequenos grupos para:
Gémeos sobreviventes
Terapeutas
Familiares de Gémeos sobreviventes
Profissionais da área médica.


Por esta altura será também lançado o último livro de Althea Hayton - A Silent Cry, wombtwin survivors tell their stories (Um grito silencioso, gémeos sobreviventes contam a sua história).
Nos últimos cinco anos centenas de pessoas contactaram Althea Hayton, e algumas contaram-lhe a sua história. Esta é uma antologia dessas histórias contadas pelos próprios gémeos sobreviventes. Se quiser saber mais tem aqui mais informações acerca do livro.

25 de maio de 2008

Início

A Wombtwin.com, no Reino Unido, reconhece que a morte fetal de um irmão gémeo em qualquer fase de desenvolvimento imprime no sobrevivente um efeito psicológico profundo. A sua função é dar apoio e informação a gémeos sobreviventes, seus pais e aos profissionais que lidam com estas pessoas, e a reunir e tratar estudos e relatos pessoais acerca desta matéria. Esta organização assiste tanto aqueles meios-gémeos que têm evidências científicas de que tiveram um irmão gémeo desaparecido durante a gestação, como aqueles que nunca tiveram nenhuma prova concreta - apenas um sentimento interior profundo e persistente, que não deixa sombra de dúvida.

Estudos realizados por Althea Hayton concluem que a memória intra-uterina da experiência gemelar imprime nos sobreviventes determinadas características como o sentimento de solidão, de algo que falta nas suas vidas, o medo de ser abandonado, o sentimento de estar incompleto e de ser diferente ou bizarro. Para lidarem com a dor da perda estas pessoas recorrem a todo o tipo de fantasias, na ilusão de preservar e reinterpretar o seu sonho do ventre, isto é, reconectar-se com o seu irmão gémeo. Nada parece ser mais importante para eles do que isso, nem mesmo a própria vida. Uma vez desvendada a história da sua origem como gémeo e resgatada a carga emocional que os sobrecarrega desde a sua vida no útero, a necessidade de repetir o seu sonho do ventre tende a diminuir ou cessa completamente, para grande benefício pessoal do indivíduo. Althea Hayton faz ainda um trabalho de acompanhamento individual via Internet a quem o solicite. Estando também em linha com este blog, Althea deseja "as boas vindas a todas as pessoas de língua portuguesa de toda parte! Espero que apreciem este blog."

Depois de muito ler e estudar, ouvir e buscar, reflectir e sentir, quero colocar à vossa disposição a informação e as ideias que vou tendo acerca de ser gémeo sobrevivente. Este blog vai-nos servir para trocarmos ideias acerca desta matéria, surpreendente para a maior parte da opinião pública, em português.

Reencontrar a minha irmã desaparecida foi a peça do puzzle que faltava para chegar a mim própria, pois ao ousar encarar-me de frente consegui finalmente ver através do fino véu que a encobria.
Desejo que este seja um sítio útil para todos os meios-gémeos que procuram conhecer-se melhor, para que possam entender e confiar nos seus sentimentos.